segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Objetivos de Ano Novo

Para evitar frustrações em 2013, avalie o que quer mudar e desenvolva um plano de ação. Aumente suas chances de sucesso, avaliando seu desempenho regularmente e seguindo seu plano. Gratifique-se pelo que já conseguiu e corrija qualquer deslize. Vá atrás dos seus objetivos e lembre-se: para mudanças, como parar de fumar, tendemos a fracassar algumas vezes antes de celebrar o sucesso. Seja persistente e aprenda com seus erros.
Neste ano que inicia busque mais prazer nas coisas que faz. Assim poderá manter sua saúde mental e emocional. Que o ano novo seja repleto de paz.
A todos vocês, um brinde ao ano que passou e outro ao Novo.
Feliz 2013! São os votos da ISMA-BR.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Respiração abdominal

Geralmente as pessoas fazem a respiração torácica usando apenas a parte superior dos pulmões. Este hábito é extremamente prejudicial porque não permite a troca de oxigênio de forma adequada. Ao praticar a respiração abdominal inspire sempre que possível pelo nariz expandindo os músculos abdominais como se inflasse um balão. Expire pelo nariz ou pela boca, contraindo todos os músculos, como se esvaziasse o balão. Deixe que a respiração se torne a mais profunda e lenta possível sempre objetivando relaxar cada vez mais. A respiração abdominal ou diafragmática pode ajudá-lo a desenvolver autocontrole e a monitorar suas emoções.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Stress e ódio

Algumas vezes as pessoas pensam que se elas sofrerem intensamente o indivíduo que causou a dor se arrependerá do erro que cometeu. A realidade pode ser diferente. Enquanto você fica estressada e com ódio, a pessoa pode estar usufruindo de momentos maravilhosos. Manter esse ódio significa permitir que a pessoa continue roubando o que há de mais valioso para você: sua qualidade de vida. Canalize seus sentimentos negativos envolvendo-se em alguma atividade física e desafiando-se a desenvolver algum projeto que mereça sua atenção. O fato de não alimentar seu ódio não quer dizer perdoar ou esquecer o que lhe fizeram. Significa que você preservará sua energia positiva, sabendo que você está em controle da sua vida.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal

As festas de final de ano são positivas para rever conceitos e repensar atitudes e comportamentos. Os momentos de tensão pelos quais passamos neste ano que termina podem servir como aprendizado para que não se repitam nos próximos. Não está se sentindo em clima de celebração? Veja algumas dicas para a noite de Natal:
Planeje ocupar o seu tempo.
Contate seus amigos.
Consulte o programa da TV ou os filmes que estão sendo exibidos nos cinemas.
Participe de eventos públicos que geralmente tem comemorações ao ar livre.
Programe-se para rir vendo comédias ou contando piadas.
Viva este Natal pelo que ele representa para você e programe-se para estar bem.
 

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Casamento e separação

As pessoas geralmente têm dúvidas a respeito de permanecer ou não em um relacionamento, pois há chances de que a decisão não seja a ideal em longo prazo. Avalie a situação planejando sua vida para se tornar financeiramente independente. Procure um trabalho ou uma especialização que lhe estimule. Você também necessitará de apoio emocional para lidar com seu novo status. Forme um círculo de amigos onde haja ajuda mútua. Independente da sua decisão de permanecer casada é importante que possa ter e dar respaldo emocional a outras pessoas. Isso fará com que se sinta mais forte e útil. Igualmente importante é que você clarifique os seus valores e expectativas a respeito do seu parceiro e do casamento. Estabeleça um limite para sua tolerância. Às vezes as pessoas pensam "ficarei nesta situação até os filhos crescerem", mas nesse processo perdem o autorrespeito e o casamento se torna irremediavelmente prejudicado. Lembre-se que quanto mais competente você se torna para enfrentar a vida sozinha, mais sólida será uma união, pois continuará nela por opção e não por necessidade.
 

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Stress no trabalho

O stress no trabalho pode ter um alto custo para os trabalhadores e para a empresa. Concentre-se em gerenciar o stress na sua origem em vez de esperar pelas sequelas físicas e emocionais. Ataques cardíacos, pressão arterial alta, insônia, depressão e ansiedade são alguns dos sintomas mais comuns. Stress causa demissões e ausência no trabalho e faz com que as pessoas se sintam desmotivadas e cansadas para desempenhar suas atividades. É também um dos principais causadores de acidente no trabalho. Para lidar adequadamente com o stress, identifique seus pensamentos negativos e modifique-os de maneira positiva e racional. Lembre-se de que se não puder mudar o que lhe estressa, pelo menos minimize suas consequências.
 

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Stress de fim de ano

Sem dúvida, esta é uma época em que o nível de stress das pessoas tende a aumentar, criando exigências e expectativas que podem afetar o prazer das celebrações e causar ansiedade e angústia. Algumas sugestões poderão ajudá-lo a reduzir o excesso de pressão desta época do ano: ocupe-se com as tradições que gosta; coma com moderação e limite o consumo de bebidas alcoólicas; excessos podem trazer consequências desagradáveis. Estudos realizados pela International Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR) indicam que o nível de stress das pessoas aumenta em até 77% neste período do ano. Portanto, prepare-se: durma o número de horas que precisa, priorize sua atividade física, divida seu tempo com as pessoas que considera especiais, seja realista em relação aos seus gastos e pratique alguma técnica de relaxamento como a respiração profunda.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Power yoga

Power yoga ou cardio yoga é chamada de ashtanga e foi desenvolvida pelo yogi indiano Pattabhi Jois. É um tipo de yoga que se popularizou nos Estados Unidos. Ele combina movimentos rápidos e vigorosos à respiração abdominal. Basicamente o participante muda de uma pose (asana) para outra sem pausar provocando um aumento da frequência cardíaca similar ao dos exercícios aeróbicos. Esta é a diferença, pois as asanas são as mesmas. A ashtanga proporciona os mesmos benefícios do hatha yoga: desenvolve concentração e disciplina mental, aumenta a flexibilidade dos músculos, ajuda a prevenir lesões, massageia os órgãos internos e é um excelente antídoto para lidar com o stress.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Raiva e stress

 Frequentemente, a agressividade e a raiva são associadas à depressão, irritação, impaciência e insegurança. Alguns cardiologistas americanos, como Ray Rosenman, afirmam que a raiva aumenta ainda mais o risco de uma fatalidade cardíaca do que o fumo ou a hipertensão. Alterando o comportamento, é possível reduzir em até 50% as chances de ataques cardíacos mais do que aqueles que apenas seguem dietas, fazem exercícios físicos ou tomam medicamentos. Pratique alguma técnica de relaxamento como a respiração abdominal e se exercite regularmente.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Até 22 de março prazo para submissão de resumos no congresso da ISMA-BR

Não perca tempo! Até 22 de março está aberta a submissão de resumos para o 13º Congresso de Stress da ISMA-BR, 15º Fórum Internacional de Qualidade de Vida no Trabalho, 5º Encontro Nacional de Qualidade de Vida na Segurança Pública, 5º Encontro Nacional de Qualidade de Vida no Serviço Público e Encontro Nacional de Responsabilidade Social e Sustentabilidade, de 18 a 20 de junho de 2013, em Porto Alegre, RS.
As submissões podem ser feitas para as categorias Acadêmica/Profissional ou Empresarial, Responsabilidade Social e Sustentabilidade, Segurança Pública e Serviço Público. A temática inclui temas relacionados ao stress e à qualidade de vida. O melhor resumo em cada categoria receberá um prêmio de reconhecimento além de outros benefícios. Os trabalhos serão divulgados nos Anais do Congresso e terão o código ISSN, concedido pelo IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia).

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Stress e férias

Certamente, tirar férias causa stress para a maioria das pessoas. Em geral, elas criam grandes expectativas. Ao planejar suas férias, considere como passa o seu dia a dia durante o ano e avalie o tempo que quererá passar envolvida com a família e exercendo algum tipo de atividade. O stress de férias é parcialmente causado pelo planejamento e preparação que requerem, as mudanças impostas aos hábitos diários (hora de dormir, dieta e exercício físico). Isto sem falar nas diferenças de fuso horário, costumes e idiomas no caso de viagens internacionais. Existem outras causas menos aparentes, como as frustrações e problemas causados por expectativas frustradas. Seja realista a respeito dos seus planos de viagem, do seu próprio comportamento e do comportamento de outras pessoas que a acompanharão.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Baixa autoestima

Uma pessoa pode ser competente e bem sucedida no que faz, mas se sua autoestima é baixa ela se sentirá inadequada. Algumas pessoas passam a vida achando que há algo errado com elas; que é sempre preciso fazer mais. A autoestima parte da sua aceitação de si mesma. Com frequência buscamos a aprovação de outras pessoas, sem reconhecer que é da própria aceitação que precisamos. As pessoas com baixa autoestima sofrem mais com problemas relacionados à ansiedade, ficando mais propensas a sofrer ataques de ansiedade. Para sair deste ciclo se trate como trata seu melhor amigo: dando-se apoio, afeto e evitando autocríticas negativas.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Nó no estômago

Identifique as situações que causam essa sensação. Mude-as, se possível, ou aprenda a conviver com elas. Alimente-se com comidas com baixo teor de gordura e diminua o consumo da cafeína e do tabaco. Alguns chás de ervas têm sido bons paliativos para problemas estomacais. Para diminuir o seu nível de stress pratique a respiração diafragmática ou abdominal. Deitada ou sentada, tendo apoio para todos os músculos do corpo, inspire pelo nariz, para purificar o ar, dilatando os músculos do abdômen. Expire pelo nariz ou pela boca, contraindo os músculos. É um processo similar a soprar um balão e depois esvaziá-lo. Faça a respiração regularmente e não apenas quando se sentir tensa. Experimente praticá-la antes das refeições e antes de enfrentar  situações estressantes.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Situações estressantes

Você pode lidar com situações estressantes fazendo-se três perguntas: Como posso evitar esta situação? O que posso fazer para tornar esta situação menos estressante? Como posso equipar-me emocionalmente para lidar com ela de uma forma mais desejável? Talvez você não possa eliminar a situação, mas pode planejar algumas alternativas. Aquilo que não puder mudar adapte-se da melhor maneira possível para evitar as consequências negativas do stress (ansiedade, preocupação, dor de cabeça, insônia, entre outros sintomas). Lembre-se que, mesmo quando não pode mudar a situação, pode controlar a forma como reage a ela. 


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Estresse faz o tempo passar mais devagar

 A noite de sexta-feira sempre demora uma eternidade para chegar. Mas sábado e domingo passam voando. Isso não é mais papo de bar, é fato comprovado pela ciência. E a culpa é do seu estado emocional.
A comprovação veio com a ajuda de dois macacos, treinados por pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos. Durante três meses, os animais aprenderam a mover os olhos de um ponto a outro numa velocidade que deveria durar um segundo. Não havia nenhuma pista externa para ajudá-los a medir o tempo. E nem sempre eles conseguiam ser exatos nos cálculos: em média, levavam de 0,0973 segundo até 1,003 segundo para mover os olhos.
Enquanto os macacos faziam os exercícios, os cientistas mediam, com a ajuda de eletrodos, a atividade cerebral de 100 neurônios – associados ao movimento dos olhos. De um movimento ao outro, as atividades desses neurônios diminuem um pouco. E essa queda é responsável pela noção de tempo dos macacos. Se, durante o teste, houver uma rápida diminuição dessas atividades, os macacos vão subestimar a duração de um segundo – ele parece menor, aí demoram mais tempo para mexer os olhos de um ponto ao outro. Mas se essa região cerebral demorar um pouco mais para diminuir o ritmo, o tempo vai parecer mais longo – aí eles vão levar mais de um segundo para concluir a tarefa.
Eles viam o tempo de forma diferente por causa do estresse. Segundo a pesquisa, substâncias como a adrenalina podem comprometer o ritmo das atividades cerebrais.
 

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O stress da mulher

As mulheres vivem na mesma sociedade habitada pelos homens. Elas também ficam trancadas no trânsito, tomam decisões importantes no trabalho e têm conflitos. Sob os efeitos do stress, as mulheres perdem o interesse pelo sexo, vida social e profissional da mesma forma que os homens. Os homens e as mulheres foram criados iguais, mas certamente não são idênticos, em particular quando se trata de stress. Por exemplo, fisiologicamente têm o crescimento dos seios, a menstruação, a gravidez e a menopausa. Psicologicamente, elas são pressionadas a ter sucesso profissional e, como donas de casa, há a expectativa de que sejam a base para o desenvolvimento da família. Para manter sua qualidade de vida é imprescindível que as mulheres estabeleçam prioridades visando a seu crescimento individual incluindo exercício físico regular, alimentação saudável, períodos de relaxamento e lazer para ficar de pernas para o ar sem culpas ou desculpas.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Celulite e stress



 A constrição das artérias causada pela tensão muscular dificulta a circulação. O stress afeta os músculos e os tecidos prejudicando a vascularização e a oxigenação do organismo. A tensão muscular bloqueia o tecido conectivo impedindo a eliminação adequada de toxinas. Quando a gordura, os líquidos e o tecido conectivo ficam retidos abaixo da camada epidural, o tecido conectivo se torna mais denso e endurecido ficando com aparência de “covinhas” (casca de laranja). Assim pessoas mais estressadas têm níveis mais altos de radicais livres. Pílula mágica não existe. O segredo está em manter um estilo de vida saudável, adotando uma dieta antioxidante baseada em frutas, vegetais e fibras e praticando regularmente técnicas de relaxamento. A respiração abdominal é uma forma eficiente para relaxar, vascularizar e oxigenar os músculos.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Repercussão do Dia Nacional de Conscientização do Stress

O sucesso da comemoração do Dia Nacional de Conscientização do Stress, realizado no último domingo em Porto Alegre pela ISMA-BR, foi possível devido ao calibre das instituições parceiras que motivaram a população a ir até a Redenção. Contabilizamos 700+ atendimentos e um acréscimo significativo de atividades. O evento teve ampla cobertura da mídia em programas de televisão, rádio e jornais.
 

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Dia Nacional de Conscientização do Stress

Quem passeou pela Redenção ontem, em Porto Alegre, pôde aproveitar para testar o nível de stress, verificar a pressão arterial e participar de inúmeras atividades como quick massagem, demonstração de yoga, meditação e receber orientações sobre assuntos ligados ao bem-estar. Mais de 700 pessoas participaram do Dia Nacional de Conscientização do Stress, realizado pela ISMA-BR (International Stress Management Association no Brasil) em parceria com instituições preocupadas com a qualidade de vida da população. O evento ocorre anualmente no terceiro domingo de novembro desde 2001.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Participe do Dia Nacional de Conscientização do Stress 18/11


Domingo, dia 18, das 11h às 15h, na Redenção, em Porto Alegre, RS (direita do Monumento ao Expedicionário), celebraremos o Dia Nacional de Conscientização do Stress. Confira nossa programação:

Avalie-se
Teste de stress (ISMA-BR)
Pressão arterial, circunferência abdominal e dieta antiestresse (Instituto de Cardiologia)
Risco para apneia do sono (AGSono)
  
Informe-se
Apoio a perdas e luto (AB - Clínica de Psicologia e Apoio ao Luto)
Orientação sobre autoexame e câncer de mama (IMAMA)
Prevenção à violência infantil (DECA)
Importância do sono e distúrbios do sono (AGSono)
Orientação alimentar (AGAN)
Informação sobre comportamento e stress no trânsito (EPTC)
Orientação para idosos (COMUI)
 
Relaxe
Quick massagem, reflexologia e shiatsu (Art Corpo Clínica e Escola)
Demonstração de yoga (Yoga Sivananda)
Trilha da calma (Brahma Kumaris – Sul)



terça-feira, 6 de novembro de 2012

18/11 Dia Nacional de Conscientização do Stress


O Dia Nacional de Conscientização do Stress é celebrado no Brasil desde 2001. A iniciativa da ISMA-BR ocorre anualmente no terceiro domingo de novembro. Este ano será dia 18, das 11h às 15h, na Redenção, à direita do Monumento ao Expedicionário. O objetivo é conscientizar a comunidade da importância da melhoria da qualidade de vida e possibilitar que as pessoas parem para refletir sobre suas atitudes diárias e o excesso de tensão. Todas as atividades serão gratuitas: teste para medir o nível de stress, verificação da pressão arterial, circunferência abdominal, percentagem de massa corporal e risco para apneia do sono. Fechando um ciclo de serviços na área da saúde e prevenção do stress, a ISMA-BR e instituições parceiras, preocupadas com o bem-estar da comunidade, terão a consultoria de profissionais especializados que estarão à disposição para orientar em assuntos pertinentes à qualidade de vida e avaliar os resultados dos testes. Programe-se para estar conosco!

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Ansiedade

É normal que as pessoas se sintam ansiosas em algumas situações. Algumas sentem um aperto na garganta antes de uma apresentação pública. Outras ficam ansiosas com antecipações negativas. Os sintomas variam de uma simples inquietude às fobias e ataques cardíacos. No entanto, a ansiedade não é uma emoção necessariamente negativa, tampouco disfuncional. Ela pode ser o trampolim para o sucesso. Ela permite que você transforme tarefas monótonas em estimulantes e serve como importante sinal de alerta que pode ajudá-la a concentrar-se na causa e racionalizá-la. A ansiedade sinaliza quando o trabalho, a família ou outro estímulo necessita de atenção. Ela se torna um problema quando interfere na sua vida. As pessoas que aprendem a controlar seus pensamentos irracionais e negativos desenvolvem domínio sobre as situações que lhes causam ansiedade sem serem paralisadas por seus medos.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Antecipações negativas

As antecipações causam ansiedade porque fazem com que a pessoa mentalmente pule para uma situação futura sobre a qual ela não tem controle. Embora a ansiedade seja uma parte essencial da vida, ela causa mudanças fisiológicas específicas. Em geral, a respiração torna-se rápida e superficial, a frequência cardíaca e a pressão arterial aumentam, os músculos ficam tensos e os pés e as mãos tendem a ficar frios e suados. Psicologicamente, a ansiedade excessiva pode causar uma sensação de desconforto, tornando a pessoa disfuncional. Não gaste sua energia lutando contra a ansiedade, pois isto pode originar uma forma de escravidão mental. Pratique técnicas de relaxamento como  a respiração abdominal e monitore suas reações fisiológicas e emocionais. Posicione-se confortavelmente. Inspire pelo nariz dilatando os músculos do abdômen e expire pelo nariz ou pela boca contraindo os músculos. Estabeleça uma respiração rítmica e profunda. Concentre a atenção em relaxar todos os músculos do corpo. Quanto à tendência de antecipar fatos negativos, focalize a mente no que acontece aqui e agora.
 

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Segredos da profissional que não se abala


Ninguém disse que é fácil, mas nós encontramos receitas para manter a calma e crescer na carreira, criando um novo jeito de trabalhar. Segundo a International Stress Management Association no Brasil (Isma-BR), pelo menos 70% dos brasileiros estão estressados, em grande parte devido ao trabalho. “Para muita gente, ter uma atividade produtiva está virando sinônimo de dor de cabeça”, diz Ana Maria Rossi, presidente da Isma-BR. A boa notícia é que não precisa ser assim. O movimento Ame Sua Vida ouviu especialistas que ensina a se reinventar como profissional. É possível criar um novo jeito de ser e aprender a sair de cenários prejudiciais. Continue lendo a reportagem e veja alguns exemplos: http://claudia.abril.com.br/materia/segredos-da-profissional-que-nao-se-abala/?p=/ame-sua-vida/online

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Vivendo sob pressão

Se trabalhando sob pressão você se organiza e se torna produtivo na execução de suas tarefas, esta pode se tornar uma opção desejável. Se ao contrário, você começa a hiperventilar, ter insônia, dores musculares ou outros sintomas, então existe uma sobrecarga. O stress não significa apenas as correrias do dia a dia. Significa também a adaptação requerida ao organismo por uma situação real ou imaginada. Toda vez que a pessoa adapta a um estímulo, o organismo produz adrenalina que causa diversas reações como o aumento da pressão arterial, elevação da frequência cardíaca, respiração superficial, entre outras. Quando as reações se tornam frequentes ou prolongadas, a pessoa pode desenvolver sintomas e doenças imunológicas. Quebre sua rotina praticando alguma técnica de relaxamento, como a respiração abdominal, uma atividade física e invista num sono repousante.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Comportamentos


As pessoas se condicionam a determinados padrões e hábitos e tendem a conservá-los mesmo quando eles se tornam motivo de conflito. A família e os amigos com frequência também resistem às mudanças. Eles se sentem mais seguros com o que já conhecem da pessoa, podendo prever suas reações. Para manter-se motivado, gratifique-se quando se comportar da maneira como deseja e repita o comportamento para criar condicionamentos. É importante que tenha paciência e persistência para que os resultados sejam duradouros e que monitore os comportamentos que quer mudar.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

TPM e estresse


A mulher que sofre de tensão pré-menstrual pode atenuar seu desconforto com a prática de técnicas de  relaxamento. Isso é o que indicam estudos feitos nos Estados Unidos monitorando a atividade cerebral de mulheres por duas noites na semana anterior e posterior à menstruação. As mulheres testadas atingiram a onda cerebral chamada alfa, que é associada ao relaxamento mental. No entanto, aquelas que sofriam de TPM ficaram menos tempo em alfa. Durante o sono, elas também não atingiram o nível mais profundo, chamado delta. Nesse nível, o cérebro se recompõe de hormônios vitais, incluindo aqueles que diminuem a irritabilidade, a depressão e a ansiedade típicas da TPM. As mulheres podem fazer o relaxamento para limitar a atividade cerebral durante o período mais crítico e também como uma rotina diária.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Yoga


 Yoga é uma forma de exercício que combina a atividade física e a respiração. O processo induz ao relaxamento físico e mental, ajudando a disciplinar a mente ao mesmo tempo em que alonga os músculos, melhora a postura e a concentração. Yoga se concentra na respiração abdominal, que é a base de todos os tipos de relaxamento, e na conscientização psicofisiológica, que é outro método de relaxamento. Os exercícios de yoga são individuais, portanto cada pessoa pode exercitar-se ao seu próprio nível.  A prática regular possibilita que a pessoa se torne gradualmente mais flexível.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Calorão no rosto


 Quando a pessoa fica constrangida ou envergonhada, é comum que sinta um vermelhão no rosto. Essa é uma reação involuntária que pode ocorrer em uma situação de confrontação até que se restabeleça um ritmo normal à conversação. Por exemplo, algumas pessoas ficam vermelhas por cerca de dez segundos quando alguém as olha fixamente. Em geral, isso faz com que o indivíduo desvie o olhar para quebrar o mal-estar. Os homens e as mulheres reagem de forma similar e com a mesma frequência quando são pegos numa situação em que se sentem tolos ou ridículos. No entanto, as mulheres tendem a corar mais quando falam de assuntos íntimos.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Síndrome do intestino irritado


De acordo com o médico Douglas Drossman, professor na Faculdade de Medicina e Psiquiatria da Universidade da Carolina do Norte, EUA, um em cada oito americanos sofre desta síndrome, sendo que de cada três pacientes, dois são mulheres. Embora as causas específicas não tenham sido determinadas, o médico diz que os sintomas de diarréia, inchume abdominal e atividade muscular abdominal inapropriada são mais comuns quando a pessoa está muito ansiosa ou estressada. Converse com seu médico sobre uma dieta adequada, a base de fibras, e a necessidade de medicamento, frequentemente antiespasmódicos. O Dr. Drossman recomenda aos seus pacientes a prática de técnicas de relaxamento e o programa de biofeedback para que possam monitorar suas reações fisiológicas e emocionais agravadoras dos sintomas.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Cefaléia

Alguns sintomas como a dor de cabeça e o bruxismo podem ser causados pelo alto nível de eletricidade nos músculos que produzem uma tensão muscular excessiva. Estudos americanos têm indicado que o nível de stress e fatores relacionados ao estilo de vida da pessoa determinam 60% das doenças. É uma percentagem alta, considerando-se que 80% das visitas feitas a médicos são devido a sintomas relacionados ao stress. Se a tensão muscular é a causa do seu sintoma, avalie a situação, faça as mudanças necessárias para aumentar sua qualidade de vida e pratique regularmente alguma técnica de relaxamento, como a respiração abdominal, para reeducar os seus músculos. Lembre-se que sempre que houver sintoma de dor é importante que você verifique com seu médico a possibilidade de algum problema clínico.


quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Existe forma de prevenir o Stress?

Sim, um estilo de vida saudável é como uma vacina antigripe: não imuniza a pessoa, mas a torna mais resistente para lidar com as pressões e as demandas diárias. Ter uma alimentação equilibrada, exercitar-se com regularidade, praticar técnicas de relaxamento, desfrutar de momentos de lazer com a família e os amigos e investir na qualidade do sono são algumas das opções fundamentais.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

4 atividades para equilibrar a vida e evitar o estresse


 Uma mente sã só funciona bem em um corpo são. Confira as atividades fora do trabalho que poderão dar mais equilíbrio à correria do cotidiano.
Ioga - Segundo Nestor Mota, diretor do Instituto Goiano de Ioga, são as técnicas de respiração e a filosofia por trás da atividade as grandes responsáveis pelo efeito antiestresse da ioga. "Em cada situação, quando estamos tranquilos, assustados ou agitados, respiramos de um jeito diferente. Com as técnicas aprendidas, é possível interferir nesse processo instintivo e usar a respiração correta para mudar o estado emocional", afirma Nestor.
Corrida - Segundo os especialistas, as atividades físicas que melhor combatem o estresse são as aeróbicas, como corrida, caminhada, natação e ciclismo.
Dança - As aulas de dança de salão reúnem casais em atividades prazerosas, relaxando ambos. Além da atividade física, que consome em média 470 calorias por hora, a dança também aumenta a cumplicidade nos momentos de lazer.
Artes - Teatro, pintura e modelagem. Essas atividades podem ter efeitos poderosos sobre o estresse. "A arte permite uma abordagem mais lúdica e menos estressante dos problemas", diz a arteterapeuta Ana Cláudia Afonso Valladares, diretora da União Brasileira de Associações de Arteterapia.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Stress nas empresas

 No meio corporativo, programas efetivos de qualidade de vida no trabalho ajudam, principalmente, quando estimulam um estilo de vida saudável. Também há diversas técnicas de autocontrole, utilizando diferentes modalidades de relaxamento, além do programa de biofeedback, no qual a pessoa aprende a administrar seu stress, monitorando suas reações fisiológicas e emocionais através de aparelhos eletrônicos sensores.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Stress e Glicemia


A produção da adrenalina e do cortisol eleva o nível de glicose. A adrenalina causa a transformação das reservas de carboidratos em glicose causando uma descarga de energia que aumenta a força muscular requerida em situações de adaptação chamadas “síndrome da luta ou fuga”. O cortisol aumenta o açúcar no sangue transformando as reservas de proteína e gordura que se tornam uma nova fonte de glicose. O stress também contribui para um aumento no consumo de alimentos que elevam o açúcar no sangue e frequentemente interferem com o sucesso das dietas para controle do peso.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Entre os brasileiros, 41% estão mais estressados hoje que um ano atrás


Quatro em cada dez (41%) trabalhadores brasileiros estão mais estressados hoje do que um ano atrás. A informação é de um levantamento feito pela Regus, empresa de soluções para escritórios, com mais de 16 mil pessoas no mundo.
Globalmente, 48% relataram estar mais estressados hoje do que um ano atrás. O Brasil não aparece no topo dessa lista. Ao contrário. Entre os 14 países pesquisados, apenas na Austrália (38%) e na Holanda (40%) menos pessoas relataram aumento de estresse. Na parte de cima do ranking, a China lidera. Por lá, 75% estão com os níveis de estresse mais elevados. Na Alemanha, segunda colocada, 58%.
Quando questionados sobre o que causa o estresse, motivos profissionais dominam as respostas, tanto globalmente quanto no Brasil. No mundo, apenas 4% culparam a vizinhança, 10% as crianças, 11% a casa e 17%, o parceiro. Os principais vilões são o trabalho (59%), as finanças (44%) e os clientes (37%).
No Brasil não é muito diferente. Entre os respondentes, 55% culparam o trabalho, 45%, as finanças e 38%, os clientes.
Globalmente, a pesquisa também mostra que mais funcionários de grandes empresas tendem a culpar o trabalho pelo aumento do estresse - 67% contra 56% dos que trabalham em companhias de pequeno porte. Eles, no entanto, tendem a reclamar menos dos clientes - 27% e 42%, respectivamente.

Fonte: Site Valor Econômico

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

O stress pode ser considerado uma patologia?


 Não. O stress não é uma patologia. O stress é um conjunto de reações físicas e psicológicas causadas por uma adaptação requerida à pessoa. Ele pode ser positivo, eutresse (uma promoção desejada no trabalho), ou negativo, distresse (uma demissão indesejada). Todos nós precisamos de um pouco de stress. Quando bem equilibrado, ele serve como força propulsora para motivar e energizar. É como aquele atleta que, no momento da competição, usa seu stress como uma dose extra de adrenalina. É claro que se ele estiver extremamente estressado, isso vai desequilibrá-lo emocionalmente e ele pode colocar tudo a perder. A palavra-chave é equilíbrio.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Estresse e ódio

 Algumas vezes as pessoas pensam que se elas sofrerem intensamente o indivíduo que causou a dor se arrependerá do erro que cometeu. A realidade pode ser diferente. Enquanto você fica estressado curtindo seu ódio, a outra pessoa pode estar usufruindo de momentos maravilhosos. Manter o ódio significa permitir que outros lhe roubem o que há de mais valioso para você: seu prazer de viver. Canalize seus sentimentos negativos envolvendo-se em alguma atividade física e desafiando-se a desenvolver algum projeto que mereça sua atenção. O fato de não alimentar seu ódio não quer dizer perdoar a outra pessoa ou esquecer o que ela lhe fez. Significa que você preservará sua energia positiva, sabendo que você está em controle da sua vida.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Curso e Congresso de Stress da ISMA-BR 2013. Participe!

9º Curso de Gerenciamento do Stress
O 9º Curso de Gerenciamento do Stress (16 e 17 de junho, em Porto Alegre, RS), terá a participação do psicólogo Joseph J. Hurrell Jr., PhD. A certificação, única na América Latina, será pela ISMA-BR e Canadian National Centre for Occupational Health & Safety. O Dr. Hurrell é membro do Centro Nacional para Saúde e Segurança Ocupacional do Canadá e pesquisador do Centro Americano para Controle e Prevenção de Doenças no National Institute for Occupational Safety and Health (NIOSH), nos Estados Unidos.
Congresso de Stress e QV
O 13º Congresso de Stress da ISMA-BR, 15º Fórum Internacional de Qualidade de Vida no Trabalho, 5º Encontro Nacional de Qualidade de Vida na Segurança Pública, 5º Encontro Nacional de Qualidade de Vida no Serviço Público e Encontro Nacional de Responsabilidade Social e Sustentabilidade, que ocorrerá de 18 a 20 de junho, em Porto Alegre, RS, tem como tema Trabalho, Stress e Saúde: promovendo a saúde total do trabalhador – da teoria à ação. O evento abordará os crescentes desafios como a desaceleração da economia global, o aumento do stress no trabalho, a insegurança em relação à estabilidade no emprego e os níveis epidêmicos de doenças crônicas.
Entre os estudiosos nessa questão, virá ao Brasil o Dr. L. Casey Chosewood (EUA), diretor médico sênior dos Programas de Saúde Total do Trabalhador® do Instituto Nacional de Saúde e Segurança Ocupacional (NIOSH), parte dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Como podemos reverter a carga de energia para o bem?

Um bom exemplo de como usar o stress a seu favor vem do cotidiano dos atletas. Mais do que qualquer profissional, eles sabem o quanto é importante usar toda a adrenalina nos momentos certos e, depois, relaxar para repor as energias para uma próxima empreitada. Um velocista aprende, no início da carreira, que é no dia da corrida que precisa usar todo seu potencial. E, durante a competição, é isso que ele faz melhor. E pode ter certeza que os níveis de stress dele são altíssimos nos instantes que antecedem a prova e durante a mesma – talvez mais altos que o profissional tem durante sua rotina de trabalho. Mas, depois de conseguir finalizar o trajeto, o velocista para e se recupera para a próxima prova. No outro extremo, bem longe das pistas de corrida e dos gramados, o que fazem os executivos numa mesma situação de pressão? Movidos por prazos e metas, eles trabalham até a exaustão e, quando percebem, estão esgotados e com a saúde comprometida. Param para descansar? Não. Ao contrário, seguem firme até o ‘gás’ chegar ao fim. Não respeitam horário de trabalho, levam relatórios para terminar em casa ou nos finais de semana e não tem tempo na agenda para os filhos, a família, os amigos ou sequer para si mesmos. Se tivessem atitudes simples e contínuas, como praticar alguma atividade física com regularidade, se alimentar bem, e, principalmente, relaxar após picos de adrenalina, o executivo em questão, com certeza, teria um alto desempenho por mais tempo preservando sua qualidade de vida e sua estabilidade emocional.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Dor de cabeça e tensão



Tem tido dor de cabeça e não sabe como tratá-la? Você não está sozinho: 15 milhões de pessoas sofrem de dor de cabeça no Brasil e os gastos com a doença são de US$140 milhões anuais? Em geral, a dor de cabeça tem origem física ou psicossomática. Independente da causa, sentindo dor, é importante que descarte com seu médico algum problema clínico. É claro que mesmo existindo uma causa física, o fator emocional pode agravar ainda mais o nível de desconforto. Há uma lista enorme de medicamentos prescritos para tratamento desde analgésicos a alguns antidepressivos. Quando não tem causa clínica, há alternativas para o tratamento que dispensam o uso de drogas. Uma das opções mais eficientes é a prática de técnicas de relaxamento para reduzir a tensão muscular. Através da monitoração das reações fisiológicas, a pessoa pode reeducar seus músculos e gerenciar suas emoções. Em conjunto com os equipamentos de biofeedback, aparelhos eletrônicos sensores que possibilitam uma informação visual e auditiva das funções fisiológicas, a pessoa aprende a monitorar suas reações para não se tornar vítima das suas próprias tensões.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Quantas pessoas sofrem de stress hoje (no Brasil e no mundo)

 Pesquisa feita pela ISMA-BR (International Stress Management Association), associação que estuda os stress e suas formas de prevenção, apontou que 70% da população economicamente ativa do país sofre com os males causados pelo excesso de stress. A pesquisa foi realizada em oito países (Estados Unidos, Alemanha, França, Brasil, Israel, Japão, China e Fiji) e em Hong Kong (China), com mil executivos. O Brasil só perdeu para o Japão, em relação ao nível de stress.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Pessoas resilientes têm a capacidade de dar a volta por cima; você é uma delas?

 Frente a uma situação difícil, o que você faz: chora, foge ou enfrenta? Pois é, há pessoas que além de ficarem e enfrentarem os problemas, ainda conseguem se beneficiar com eles, aprendendo e crescendo emocionalmente. Essas são as pessoas resilientes.
Quando se trata do comportamento humano, a palavra significa a habilidade de lidar e superar as adversidades, transformando experiências negativas em aprendizado e oportunidade de mudança. Ou seja, “dar a volta por cima”.
“Ser resiliente é ter a capacidade de enfrentar crises, traumas, perdas, graves adversidades, transformações, rupturas e desafios, elaborando as situações e recuperando-se diante delas”, explica Paulo Yazig Sabbag, professor de gestão de projetos e gestão do conhecimento da Faculdade Getúlio Vargas - FGV, e presidente da Sabbag Consultoria.
Apesar de o termo ser usado há mais de 30 anos pela psicologia, a palavra ganhou popularidade depois do ataque terrorista ao World Trade Center, nos EUA, em 11 de setembro de 2001.
Depois da tragédia, o governo do então presidente George W. Bush distribuiu cartilhas às pessoas envolvidas com o acidente para ensiná-las e estimulá-las a retomar a vida normalmente, superando o trauma.
No entanto, muitas vezes confunde-se resiliência com resistência – que são duas características diferentes, de acordo com Ana Maria Rossi, presidente do Isma-BR, associação brasileira integrante da International Stress Management - ISMA, voltada à pesquisa e ao desenvolvimento da prevenção e do tratamento de estresse no mundo.
“Uma pessoa resistente é aquela que ‘segura as pontas’, resistindo a situações de pressão. Já uma pessoa resiliente, além de suportar a pressão, aprende com as dificuldades e os desafios, usando sua flexibilidade para se adaptar e sua criatividade para encontrar soluções alternativas”, explica ela.
 
Continue lendo a reportagem e faça o teste no site Bem-estar - UOL:
 

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Afinal, de onde vem o stress e como ele afeta a pessoa?

O stress é termo usado, cientificamente, para designar qualquer adaptação requerida à pessoa. O excesso dessas adaptações pode causar uma série de sintomas físicos e psicológicos. Entre os sintomas físicos mais comuns estão taquicardia, aumento da pressão arterial, problemas gastrointestinais, queixas constates de dor de cabeça ou enxaqueca, dificuldade para dormir, dores musculares. E psicológicos: ansiedade, angústia, raiva, tristeza, depressão. As pessoas, em geral, apresentam um conjunto de sintomas, e não apenas um único, isolado. Pode ser algo constante, perturbador, que traz nessa esteira outros problemas de saúde. Quem começa a ter problemas gastrointestinais pode acabar desenvolvendo uma gastrite, por exemplo. No meio corporativo, o excesso de atividades, os prazos apertados, a carga horária cada vez mais longa levam a um desgaste geral do organismo. Vale lembrar que o stress, ao contrario do que muitos pensam, não é um mal a ser combatido. Ele faz parte da nossa rotina e pode servir como força propulsora na execução das tarefas. O prejudicial é quando ele se torna excessivo, constante. É importante saber lidar com o stress e desenvolver técnicas eficientes para viver em harmonia com ele.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Livre-se do mau humor


 Sabe aqueles dias em que você acorda querendo brigar com a sombra, gritar com o filho porque ele derramou uma gota de leite na toalha da mesa e responder “bom dia por quê?” quando alguém simplesmente o cumprimentou? Você com certeza despertou sob o domínio do mau humor, esse sentimento tão familiar a todos e infelizmente cada vez mais comum. Embora para muitos possa parecer algo banal – sem repercussões além da própria cara feia e do incômodo sentido por quem está por perto –, esse estado de espírito traz muito mais prejuízos à saúde e à vida em geral do que se imaginava. Um crescente campo de pesquisas está revelando que episódios de mau humor causam no organismo danos importantes. “Ele provoca reações fisiológicas que resultam em diversos problemas de saúde”, afirma a psicóloga Ana Maria Rossi, presidente da seção brasileira da International Stress Management Association (Isma-BR), entidade voltada para o estudo e gerenciamento do estresse.
  
Continue lendo a reportagem da revista Isto É no site http://www.istoe.com.br/reportagens/234273_LIVRE+SE+DO+MAU+HUMOR

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Tabagismo: um hábito fora da moda

 Se você fuma um maço de cigarro por dia, inspira fumaça aproximadamente 60 mil vezes por ano. Se quiser parar, precisa aprender a ser um não-fumante. Algumas pessoas se preocupam em identificar as razões que as levam a fumar. No entanto, fumar não é uma questão de estabelecer causas. Fumar é um habito. Algo que o dicionário define como: “Disposição duradoura, adquirida pela repetição frequente de um ato, uso, costume”. Certamente, há momentos em que a pessoa decide fumar um cigarro, mas na maioria dos casos o ato de fumar é automático.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Autoestima

 Como preservar a autoestima quando não se tem perspectiva de encontrar outro emprego? Pense na procura de emprego como um trabalho tempo integral - mesmo que você não tenha grande disposição para isto. As pessoas ficam mais deprimidas quando não fazem aquilo que acham necessário fazer para resolver seu problema. Contate seu grupo de relacionamento e organizações profissionais de sua classe. Muitas vezes é uma questão de estar no lugar certo na hora certa. Seja gentil consigo mesmo. Procure reservar algum tempo do seu dia para se divertir e relaxar. Cuide de seu bem-estar praticando algum tipo de exercício físico, alimentando-se apropriadamente e buscando a companhia dos seus amigos. A prática de uma técnica de relaxamento, como a respiração abdominal, poderá ajudá-lo bastante a aliviar as tensões e sua ansiedade.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

ISMA-BR no EABCT 2012 em Genebra

A presidente da International Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR), Drª. Ana Maria Rossi, apresentou resultados da pesquisa Occupational Stressors and Gender Differences no 42nd Annual EABCT Meeting, realizado em Genebra, Suíça de 29 de agosto a 1 de setembro de 2012. Ela identifica as fontes estressoras no trabalho há cinco anos e em 2011 e também compara as causas de stress ocupacional para homens e mulheres.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O estresse e as rugas

 
O stress provoca alterações hormonais, além do stress oxidativo, causando alterações do colágeno. Isso propicia o aparecimento de rugas. As expressões faciais refletem o estado emocional da pessoa: a tensão muscular causada por emoções negativas. Portanto, o stress pode acelerar o aparecimento das rugas e também aprofundar os vincos causados pela decorrência natural do tempo. Resultado: linhas finas ao redor dos olhos, sulcos e marcas de expressão precoces.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Aproveite o tempo que gasta no trânsito para organizar a agenda do dia

Você está dirigindo e o trânsito parado. Como aproveitar esse inconveniente e fazer algo produtivo para si mesmo ao invés de se estressar mais ainda com a demora, as buzinas e a poluição? Ana Maria Rossi, diretora da Clínica de Stress e Biofeedback, em Porto Alegre, dá algumas dicas muito fáceis para aproveitar este tempo ocioso.Se estiver preso(a) no tráfico intenso pela manhã, é sempre importante avaliar e planejar seu dia: como farei isso, quais são os passos a seguir.
Já se for na volta para casa, no final do dia ou à noite, avalie se atingiu o que se propôs a fazer naquele dia e o que realmente conseguiu fazer.
Se não alcançou seus objetivos, pergunte a si mesmo se está agendando coisas demais ou se não tem tempo para executar tudo.
Se for falta de tempo, de novo, aproveite o engarrafamento para calcular como administrar isso.
Considere os deslocamentos de um local para outro ou as interrupções inevitáveis como telefonemas, reuniões, conversas com chefes ou subordinados e tente reorganizar-se.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Por que desempenhamos melhor as nossas funções quando estamos com o nível de adrenalina alterado

Doses e doses de adrenalina encharcam o corpo diariamente, assim como outros hormônios. O processo acontece assim: quando a pessoa percebe uma situação de adaptação, após sete segundos vários hormônios são liberados, incluindo a adrenalina. Isso desencadeia reações físicas como aumento na frequência cardíaca e na pressão arterial, a respiração fica mais rápida e superficial, as mãos e os pés se tornam mais frios e suados. A pessoa ouve e vê melhor, tem mais destreza mental porque ela instintivamente se prepara para o fenômeno chamado de resposta de ”luta ou fuga”. E é essa reação que faz com que as pessoas desempenhem melhor as atividades quando estão com o nível de adrenalina alterado. No entanto, se essas adaptações ocorrerem com frequência ou por períodos prolongados podem desencadear sintomas e, eventualmente, doenças.